Sinal de que vocês estão ficando velhos: há exatamente 19 anos, o Iron Maiden anunciava os retornos do vocalista Bruce Dickinson e, muito para o choque dos fãs, do guitarrista Adrian Smith. Digo choque, pois o anuncio, informava que o grupo não tinha intenção de separar do guitarrista Janick Gers, que havia substituído Adrian cerca de uma década antes. A banda agora passaria a ser um sexteto, contanto com três guitarristas, criando assim uma poderosa parede sonora.

Quem leu a recém-lançada biografia do vocalista Bruce Dickinson, já deve estar familiarizado(a) com a história do retorno da dupla, pois o vocalista a descreveu em detalhes. Para aqueles que não leram (em breve vai rolar resenha sem spoilers aqui), basicamente o que aconteceu foi que apesar de sua carreira solo estar finalmente sendo um sucesso, ele sentia que ainda faltava algo e ao mesmo tempo sabia que as coisas não iam bem no Iron Maiden. Pouco tempo depois, Rod Smallwood o procurou e ele indicou que estaria disposto a conversar. Um encontro foi marcado com Steve Harris em um pub no interior da Inglaterra, onde os dois conversaram longamente e apararam as arestas. Desse momento em diante, tudo o que restava era preparar o anuncio oficial.

Iron Maiden, agora como um sexteto.

Junto com o anuncio da reunião, veio também o que o agora sexteto estaria em breve iniciando os trabalhos visando um novo álbum de estúdio, com previsão de ser lançado no ano seguinte, o que realmente acabou acontecendo. Brave New World chegou às lojas do mundo todo em maio de 2000 e logo caiu nas graças dos fãs e crítica, reconduzindo o Iron Maiden ao topo. A turnê daquele álbum passaria pelo Brasil com um show histórico na terceira edição do festival Rock In Rio em janeiro de 2001, show esse que foi imortalizado no primeiro DVD da banda.

Como forma de comemorar a reunião e aproveitar a boa publicidade conseguida com a notícia, uma turnê de verão (estas ficariam famosas na próxima década) foi logo marcada com os shows acontecendo na América do Norte e na Europa, entre julho e outubro de 1999. O primeiro show, em New Brunswick, no Canadá, permanece como um dos melhores da história da banda. O setlist, foi um deleite para os fãs, resgatando pérolas do catálogo há muito tempo esquecidas, como “Aces High” e “Powerslave”. Bruce também não demonstrou ter qualquer problema para cantar o material gravado por Blaze Bayley, dando uma nova roupagem à músicas como “The Clasman”, lançada apenas um ano antes.

Setlist The Ed Hunter Tour

Intro: Churchill’s Speech
Aces High
Wrathchild
The Trooper
2 Minutes to Midnight
The Clansman
Wasted Years
Killers
Futureal
Man on the Edge
Powerslave”
Phantom of the Opera”
The Evil That Men Do”
Fear of the Dark”
Iron Maiden”
The Number of the Beast
Hallowed Be Thy Name
Run to the Hills

Deixe o seu comentário